Pergunta ao Doutor

Aumento de 60% na procura por cirurgia plástica no inverno

Exercícios físicos e cirurgia plástica

Passada a temporada de inverno e de temperaturas mais amenas é natural que haja um aumento da demanda nas academias como também nos consultórios de cirurgia plástica, tudo isso porque todos desejam estar em forma para o verão. Entretanto, com esse movimento aumentamos também os casos de pessoas sedentárias e com hábitos alimentares ruins que insatisfeitos com a forma física procuram na cirurgia plástica uma fórmula para o emagrecimento e melhora do contorno corporal sem sacrifícios.

Segundo a sociedade brasileira de cirurgia plástica a procura pode aumentar em até 60% na época de inverno.

Embora essa estratégia seja utilizada por diversos pacientes, o ideal é que cirurgia plástica corporal seja combinada com dietas e exercícios físicos para obter o resultado esperado.

Cirurgia de mama:

Casos de mamas flácidas, grandes ou muito pequenas necessitam de procedimentos cirúrgicos adicionais para obter mamas firmes e bonitas. A intensa flacidez devido à perda de peso acentuada ou gravidez também são exemplos em
que a cirurgia plástica é super bem indicada e tal qual naqueles em que existem gorduras localizadas que não conseguem ser removidas mesmo após uma rotina saudável de treinos e dietas. Nestes e em outros casos, o tripé lipoaspiração-dieta-exercícios melhora a harmonia e contribui para o aumento da auto estima.

Cirurgia de emagrecimento:

Casos de pacientes acima do peso e que se submetem a cirurgias com objetivo de emagrecimento são cada vez mais comuns e exigem cuidado especial do médico.

A dieta e o exercício físico são fundamentais para um resultado harmônico, para um emagrecimento saudável, para uma recuperação mais rápida e para uma cicatrização mais eficiente. Além disso, o exercício no pós operatório, desde que liberado pelo médico, no momento certo, de acordo com cada caso e com o tipo de procedimento realizado ajuda a manter o resultado de sua cirurgia por um tempo mais prolongado.

A indicação de cirurgia bariátrica ou de redução de peso é IMC > 40 kg/m2 e entre 35-40 em pacientes com comorbidades e 30-35 com comorbidades graves.
Em se tratando de cirurgias plásticas não há consenso quanto ao peso máximo, ficando a cargo de cada cirurgião estabelecer o limite para cada caso. Entretanto, alguns médicos, inclusive eu, não indicam cirurgias estéticas em pacientes com IMC >28 kg/m2 optando por aceitar no máximo pacientes com sobrepeso leve/moderado.
@renatasoton
@renatasoton

Exercício pós cirurgia:

A liberação para atividades físicas depende do tipo de cirurgia realizada.
Os casos que exigem maiores cuidados geralmente são as mamoplastias ou mastopexias, em que há restrição quanto a movimentação dos braços por no mínimo 3 meses. Após isso, o retorno deve ser cuidadoso, sob orientação de um professor educação física, limitando o peso nos braços de modo a evitar o alargamento das cicatrizes. A abdominoplastia, braquioplastia e cruroplastia costumam ser as outras cirurgias mais preocupantes após as cirurgias de mama com retirada de pele ou tecido. Nesses casos o retorno a atividade física pode ser feito entre 60-90 dias.
Lipoaspirações, próteses de mama e cirurgias em face podem ter um retorno às atividades físicas mais precocemente.

TEXTO:

Carolina Schafer
Cirurgiã plástica
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Formada em Medicina pela UERJ
Siga no Instagram @dracarolinaschafer 
Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia
Professor de Educação Física – UFRJ
Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística.
Coaching deTreinamento / Palestrante Motivacional
Consultas: 21 2529-6473
Email: marcellopaiva@30tododia.com.br
Post AnteriorPróximo Artigo
Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia Professor de Educação Física - UFRJ Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística. Coaching deTreinamento / Palestrante Motivacional Consultas: 21 2529-6473 Email: marcellopaiva@30tododia.com.br