Pergunta ao Doutor

Gelo ou calor: quando usar?

Gelo ou Calor

Quando usar gelo ou calor?

O uso terapêutico do gelo ou de calor faz parte do tratamento não medicamentoso das lesões do aparelho musculoesquelético  com intuito de aliviar a dor e promover a cura, facilitando o retorno às atividades esportivas e do dia-a-dia.

São modalidades correntemente utilizadas na prática médica apesar de haver prevalente confusão sobre qual (gelo ou calor) usar e quando usar.

Os efeitos fisiológicos da terapia com gelo são:

Alívio da dor, redução do fluxo sanguíneo local, diminuição do edema e da inflamação, do espasmo muscular e da demanda metabólica. Ou seja, o gelo age como autêntico analgésico e anti-inflamatório. 

Os efeitos fisiológicos da terapia com calor são:

Já a terapia com calor também promove alívio da dor, porém com aumento do fluxo sanguíneo local, do metabolismo e da elasticidade dos tecidos.

Existe pouca evidência na literatura que dê suporte ao uso da terapia com calor de um modo geral, contudo, estudos clínicos randomizados tem demonstrado importante alívio na dor lombar aguda e nas DOMS (dores musculares de início tardio, aquelas que surgem 48-72 horas após micro lesões que são geralmente causadas nos músculos por exercícios de contração excêntrica).

@guilhermeguidovpalma
@guilhermeguidovpalma

Traumatismos, gelo ou calor?

Nos traumatismos e lesões agudas, a primeira opção é a crioterapia (gelo), devido sua capacidade de reduzir o fluxo local, gerando menos edema ou hematoma.  A terapia de contraste (alternância de gelo e calor) não se mostrou superior ao gelo ou ao calor quando aplicados isoladamente.

  • A maioria das recomendações para uso do gelo ou calor são baseadas na experiência empírica do médico, tendo limitada evidência que suporte a escolha de uma modalidade específica.

Opinião do especialista:

Não há um critério definido na literatura científica que determine de forma categórica qual modalidade térmica deve ser escolhida. Devido às propriedades da crioterapia é aceito que nas dores agudas e traumas, a terapia com gelo deva ser iniciada. Vemos na nossa prática clínica que a dor lombar aguda responde muito bem ao calor, assim como dores noturnas relacionadas a tendinites e dores associadas a espasmo muscular, visto que o calor promove o relaxamento muscular.  Uma vez feito o diagnóstico do quê está causando a dor, o médico pode decidir por prescrever a terapia com gelo ou calor, lembrando que isso é sempre apenas uma parte do tratamento.

 

Treine com uma trilha sonora especial #30tododia 

Acesse aqui e agora para adquirir uma play list perfeita para o seu treino, desenvolvida pela Sony Music para você que vive o conceito #30tododia.

 

Referências:

Malanga GA, Yan N, Stark J   Mechanisms and efficacy of heat and cold therapies for musculoskeletal injury.  Postgrad Med 2015 Jan; 127(1):57-65

Nadler SF, Weingand K   The physiologic basis and clinical applications of cryotherapy and thermotherapy for the pain practitioner.  Pain Physician 2004 Jul; 7(3): 395-9

Swenson C, Sward L  Cryotherapy in sports medicine. Scand J Med Sci Sports 1996 Aug; 6(4): 193-200

Bleakley C, McDonough S  The use of ice in the treatment of acute soft-tissue injury: a systematic review of randomized controlled trials.  Am J Sports Med 2004 Jan-Feb; 32(1): 251-61

MacAuley DC  Ice therapy: how good is the evidence?   Int J Sports Med 2001 Jul; 22(5): 379-84

 

Dr Jorge Rafael Wenke
Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho
Staff do Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia (INTO)
Consultório 3449-1050 Leblon
jrwenke@gmail.com
instagram @drjorgewenke
Post AnteriorPróximo Artigo
Dr Jorge Rafael Wenke Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho Staff do Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia (INTO) Consultório 3449-1050 Leblon jrwenke@gmail.com instagram @drjorgewenke