Dicas

Compartilhando a Ciclovia com Pedestres.

Evitar acidentes compartilhando a Ciclovia com pedestres é uma tarefa simples, porém, requer muita atenção durante a sua prática preferida. É uma realidade gratificante saber que a preocupação com a manutenção da saúde está sendo disseminada por aí. Podemos ver cada dia mais, pessoas a se exercitar ao ar livre nas praças, orla e em academias. No entusiasmo, uma grande maioria esquece que as vias são compartilhadas por ciclistas e corredores e os acidentes podem acontecer.

Na visão do ciclista e por que não do corredor, é importante e prudente tomar alguns cuidados para que atropelamentos e colisões não aconteçam.

Algumas dicas, cuidados e precauções:

  1.  Durante o trajeto que você planejou cumprir, mantenha a atenção pois outros ciclistas e corredores estarão compartilhando a mesma via e como os ritmos na maioria das vezes são diferentes a prudência deve imperar.
  2. Tanto para ciclistas quanto para corredores, ao encontrar alguém que esteja no mesmo ritmo que você, mantenha a distância de pelo menos 1 metro e se posicione imediatamente atrás do mesmo, afim de economizar energia, correndo ou pedalando no vácuo de quem vai a frente. Esta estratégia pode ser adotada para treinamentos em grupo, onde, a ideia é fazer com que o treino possa render mais.
  3. Quando decidir ultrapassar alguém, olhe por cima de seus ombros para ver se alguém que está atrás de você pode estar a imprimir um ritmo mais acelerado. Neste caso de preferência para o que está ultrapassando você e logo após a passagem, execute a mesma manobra. É importante também visualizar a pista na frente do corredor/ciclista que será ultrapassado por você, para saber se ao sentido oposto, existe algum atleta vindo no sentido oposto.
  4. Correr ou pedalar de noite é, para muitos, uma preferência e para outros uma necessidade. Cuidados com a sinalização pessoal são imprescindíveis para a manutenção da sua segurança enquanto treina. Use tênis e roupas com cores chamativas, evitando, por exemplo, correr/pedalar na cor preta. Cores escuras podem passar despercebidas por outros corredores ou ciclistas, e em função dessa desorientação causar acidentes ou colisões. Nas bikes, use faróis com lâmpadas de led (Brilham mais e são econômicas), refletores em ambas as rodas e pedais e use também as luzes de sinalização traseiras. Hoje em dia os dispositivos de sinalização pessoal estão bem acessíveis e cada vez mais modernos;
  5. Sinalizar suas ações de forma antecipada são de uma enorme importância. Ao mudar de faixa ou direção, eleve o braço na altura de seus ombros sinalizando para onde você irá. No caso dos ciclistas, é quase uma regra, mas está mais próximo de uma cortês gentileza, sinalizar com as mãos, apontando para baixo indicando possíveis buracos, ondulações ou objetos que possam estar na via. Com estas atitudes podem-se evitar possíveis situações de perigo para você e para os que compartilham da via;
  6. No caso dos ciclistas, sempre que for fazer uma curva, mantenha os pedais paralelos ao solo e sem pedalar, ou em casos de descida, se a curva for para o lado direito, o pedal direito deverá estar em cima. O mesmo deve ser feito para o lado oposto. Agindo assim, os pedais nunca tocarão o solo causando acidentes. Outra coisa importante para se lembrar é que quando estiver imediatamente atrás de algum atleta, utilizando o seu vácuo, nunca deixe sua roda dianteira ultrapassar a roda traseira dele. Qualquer desvio brusco por parte de quem está na frente, pode acontecer o toque das rodas e será um tombo sem necessidade de acontecer. Esteja atento sempre.
  7. Esteja atento aos semáforos ou sinais de trânsito e respeite-os como se você estivesse a bordo de um veículo. A maioria das Ciclovias tem semáforos, mas caso isso não ocorra, a preferência será sempre do pedestre. Se os carros pararem no sinal, pare também pois pedestres estarão atravessando a via.

 

Pedalar, nadar, correr, pular, dançar, surfar… seja qual for a sua vibe, pratique a segurança antes de tudo. Não se esqueça dos equipamentos e da prudência, afinal o seu corpo é onde você mora!

Post AnteriorPróximo Artigo