Dicas, Pergunte ao Nutricionista

Para que serve Tribulus Terrestris? Desvendamos todos os Mitos e Verdades.

Tribulus Terrestris Mitos e Verdades

Você já ouviu falar sobre Tribulus Terrestris?

A substância fitoterápica, proveniente de uma erva daninha, virou assunto da moda nos círculos fitness ao prometer milagres em se tratando de um estimulante sexual natural que também pode trazer benefícios no ganho de massa magra.

Nosso colunista Dr. Walter Kantovits desvendou os mistérios sobre o Tribulus Terrestris.

As inúmeras propagandas apontam para o aumento dos níveis de testosterona e, consequentemente, da força e massa muscular.

Mas para quem faz uso dessa substância, pergunto:

  • Você já dosou sua testosterona antes e após o uso da tribulus?
  • Percebeu aumento de massa magra (músculos) após seu uso?
  • Qual é a verdade cientifica sobre ela?

Como disse acima, Tribulus terrestris é uma erva da Ayurveda (Filosofia médica oriental conhecida como a ciência que propõe uma vida saudável em harmonia com a s leis da natureza com o objetivo de se alcançar a felicidade).

É um suplemento comum pelas suas possíveis propriedades de aumento da libido (desejo sexual) e as supostas propriedades de elevação da testosterona.

Tal substância parece ser um potencializador da libido relativamente confiável em ratos.

Mas os estudos em humanos são raríssimos e um único estudo confirma um aumento no bem-estar sexual e na função erétil. Embora seu funcionamento não seja exatamente elucidado, o tribulus é conhecido por melhorar a densidade do receptor de andrógenos (hormônio que dá origem ao desenvolvimento de características próprias do sexo masculino, sendo o mais conhecido a testosterona) no cérebro (no tecido muscular não foi confirmado), o que pode aumentar as propriedades de androgênios que aumentam a libido sexual.

Leia: Quer emagrecer? Mude alguns conceitos e tenha sucesso na dieta.

As evidências em relação ao aumento da fertilidade são limitadas e extremamente fracas.

Um componente específico, a tribulosina, parece ser cardioprotetor (opção muito promissora), mas ainda não foi testado em humanos.

 

Em pesquisas com animais, os frutos do tribulus parecem proteger os órgãos (principalmente fígado e rins) de danos oxidativos em doses razoavelmente baixas e também exercem efeitos anti-stress; confirmando o status de tribulus terrestris como um adaptogênico.

(São aqueles que devido a sua constituição tem capacidade de modular sistemas no organismo através da combinação e presença de substâncias ativas com certas qualidades especiais e ausência de efeitos nocivos. Permitindo assim que o corpo funcione melhor, e dessa forma, esteja mais protegido de doenças e de problemas de saúde).

Porém o objetivo de quase todos que usam tribulus é melhora no desempenho esportivo.

Infelizmente sinto informar que no momento as melhores evidências que investigam tribulus no desempenho esportivo não conseguiram encontrar benefícios.

A erva parece ser uma erva possivelmente saudável que melhora a sexualidade, mas com uso limitado para a produção de energia e o aumento da testosterona (que repetidamente nos estudos não conseguiu).

Leia: Qual o melhor método anticoncepcional para quem quer ganhar massa muscular?

A maioria dos estudos até o momento foi feita com animais. Todos os estudos feitos com humanos têm um pequeno número de participantes. Não se pode transpor um estudo realizado com animal, que mostra que a suplementação de Tribulus aumenta os níveis de hormônios circulantes, para os humanos.

Enfim, a ciência atual supõe uma ação benéfica na libido e na sexualidade principalmente em mulheres.

O tempo todo as palavras: parecem, supostas, possíveis, ratos e animais se repetem no texto e nos artigos sobre tribulus disponíveis na literatura. Isso mostra que no momento atual não há base cientifica que justifique seu uso. Se você estiver usando, repense ou mesmo questione quem prescreveu.

Até a próxima, siga no Instagram @walterkantovitz

Educador Físico e Fisioterapeuta (METODISTA)
Médico (PUC-CAMPINAS)
Pós Graduado em Fisiologia do exercício e biomecânica (USP-SP)
Pós Graduando em nutrologia (ABRAN)
Residente Medicina Esportiva (USP-SP)
email: walteresportiva@yahoo.com.br
instagram: @walterkantovitz
Post AnteriorPróximo Artigo
Educador Físico e Fisioterapeuta (METODISTA) Médico (PUC-CAMPINAS) Pós Graduado em Fisiologia do exercício e biomecânica (USP-SP) Pós Graduando em nutrologia (ABRAN) Residente Medicina Esportiva (USP-SP) email: walteresportiva@yahoo.com.br instagram: @walterkantovitz