Dicas

Dicas de treino para gestantes. Deixe o barrigão chegar e não se assuste.

Deixe o barrigão chegar e não se assuste.

Ser mãe sempre foi um sonho, mas não havia pressa. Eu sempre pensava na hora certa e na estabilidade profissional, enfim, tudo deveria ser “como ditam as regras”. Ops, regras? Que regras? Este sonho bateu à minha porta de repente, e sim, um mix de emoções vieram à tona. Medo? Não, definitivamente. Susto, sim. Afirma nossa colunista Carla Burle (@carlaburle).

Hoje, com 20 semanas de gestação e “pouca” barriga, confesso que a minha ficha ainda não caiu. Estou naquela fase em que as pessoas ainda têm dúvidas: “será que ela está gorda ou será que está grávida”. Quando vejo alguém me reparando demais já me antecipo: “sim, estou gravida”, acho que é o medo de pensarem que estou gorda, rs.

Ai que bobagem Carla, deixe essa barriga chegar!

Quando alcancei as tão esperadas 16 semanas, ou seja quatro meses, fui correndo buscar “socorro” na academia. Estava tão desesperada que parecia que  estava entrando em um hospital rs.

Alguns especialistas em educação física afirmam que quem já fazia exercícios antes de engravidar, não precisa necessariamente parar no primeiro trimestre, e sim moderar os treinos. Mas a minha obstetra foi incisiva e me vetou não somente os três primeiros meses, assim como pediu que eu voltasse somente no quarto mês – por precauções básicas da primeira gestação. Respeitei, claro, mas confesso que quase surtei. Quatro meses sem malhar, só trabalhando, comendo e caminhando foi complicado.

Ai que bobagem Carla, deixe essa barriga chegar!

De volta à academia Velox Fitness, fui super assessorada pela equipe de profissionais de lá que insistiram que eu não poderia treinar sem o uso do frequencímetro. Ops, mais uma coisinha para me preocupar.

Quem está comigo no dia-dia a partir de agora é a minha amiga e personal trainer @miferrandis.

Para contar mais sobre a parte técnica dos treinos, abro aqui o espaço para a Mi, super técnica e profissional, explicar melhor o porquê de certos cuidados para as futuras mamães.

“Segundo o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas, é recomendado  que a intensidade do exercício não exceda um frequência cardíaca de 140 bpm, que refletiria aproximadamente 60-70% da capacidade aeróbia máxima da maioria das mulheres grávidas”, explica Michelle Ferrandis.

O que é super bacana na Michelle ainda é que ela segue a mesma linha de pensamento da minha obstetra, não permitido excessos durante os treinos. Tenho que me segurar, claro.

“Um questão super relevante que trouxe para a Carla e as demais alunas grávidas que acompanho, é que elas entendam a importância de respeitar a própria percepção subjetiva de esforço, ou seja, ao sentir que a respiração está mais ofegante, o recomendado é diminuir o ritmo e lembrar que tem um bebezinho crescendo dentro do delas”, acrescenta Michelle.

Dicas da Mi:

  • Está gravida? Use frequencímetro durante os treinos, ele vai te ajudar a compreender até onde sua frequência cardíaca pode alcançar;
  • Pratique ao menos 30 minutos de atividades físicas por dia, afinal os benefícios são inúmeros, prevenindo inclusive a diabete gestacional (consulte seu obstetra);
  • Aproveite os parques, praias e áreas livres para praticar atividades ao ar-livre também, afinal a vitamina D é super importante para as futuras mamães. Caminhada é imbatível, mas ciclismo, cavalgada e escalada, por exemplo, não devem ser feitos, já que são considerados os riscos de quedas.

Atividades aquáticas também são excelentes para as gestantes, pois se associam à melhora do inchaço causado pela gestação.

Professora de Educação Física Michelli Ferrandis, formada pela Universidade Estácio de Sá. Gaúcha com alma carioca. Apaixonada por atividade física e viciada em endorfina.

Siga no instagram @miferrandis

Post AnteriorPróximo Artigo