Dicas, Receitas

Como fazer Suco Verde e Suco Rosa e quais seus benefícios

Suco Verde e Suco Rosa

Como fazer e quais os benefícios

É muito comum hoje em dia acharmos pessoas à procura de dietas milagrosas, após cometerem abusos e exageros na alimentação e no consumo de bebidas alcoólicas.

Dietas líquidas como sopas e sucos, acabam ganhando destaque nessas ocasiões.

Mas sabe-se que essas dietas não tem qualquer comprovação científica e, ao contrário do que prometem, podem acarretar problemas de saúde e até resultar em aumento do peso corporal à longo prazo. Desta forma, é necessário a conscientização de que o emagrecimento saudável acontece com mudanças nos hábitos alimentares e não de forma imediata.

Os sucos podem ser ótimos aliados da nossa dieta, já que além de fibras, fornecem grandes quantidades de vitaminas e minerais, que por sua vez têm funções importantes e essências para o desenvolvimento, crescimento e manutenção de inúmeras reações metabólicas que ocorrem no organismo.

Vamos falar de 2 tipos de sucos:

O Suco rosa (à base de beterraba), entre várias funções, pode ser eficaz para melhorar a performance física e aumentar a massa muscular e o Suco verde ou o famoso Suco “Detox, mais utilizado para reduzir a retenção de líquido, inchaço e ajudar no emagrecimento.

Suco Rosa:

Já pensou em tomar um suco de beterraba antes de treinar? Sim!!

Ela pode ser uma ótima aliada para quem quer melhorar o rendimento no exercício ou para quem quer a tão sonhada hipertrofia muscular.

A beterraba é um tubérculo que possui várias propriedades nutritivas. Dentre elas, uma pouco comentada, é que esse vegetal é rico em nitrato que, no organismo, é um dos precursores do óxido nítrico (NO). O NO é conhecido por possuir diversas funções fisiológicas, as quais incluem os sistemas cardiovascular, imune, reprodutivo e nervoso, além do seu papel na homeostasia (Vanni et al, 2007).

Estudos recentes demonstram que, em específico, o nitrato inorgânico (de origem alimentar), parece diminuir a pressão sanguínea diastólica em adultos saudáveis (Sobko et al., 2010), bem como a pressão sanguínea sistólica (Kapil et al., 2010), através de mecanismos ainda não esclarecidos, mas que aparentam ser causados devido à redução do nitrito à NO nas paredes dos vasos sanguíneos (Li etal, 2008).

Os benefícios do consumo do suco de beterraba vêm sendo relatados também em diferentes modalidades de exercícios físicos.

Em ciclistas treinados, a suplementação com suco de beterraba por um período de seis dias, diminuiu o volume de oxigênio durante o exercício submáximo e aumentou o desempenho em uma prova de 10 km (Cermak et al, 2012). Em remadores, o uso de 500 mililitros de suco de beterraba por seis dias resultou em melhor tempo de desempenho em exercício de alta-intensidade realizado em remo ergômetro (Bond et al, 2012). Em desportistas, três dias de suplementação reduziram o custo de oxigênio no exercício submáximo e aumentaram o tempo de falha durante o exercício severo (Bailey et al., 2009). Vanhatalo et al. (2011) demonstraram que estes efeitos permanecem quando a suplementação é estendida por quinze dias de duração.

Além da melhora de desempenho, a vasodilatação induzida por esse componente, aumenta a chegada de nutrientes e oxigênio aos músculos e tecidos, promovendo a hipertrofia muscular, uma vez que nosso músculo receberá mais energia. Afirma a Nutricionista Renata Parra.

Mas atenção, para aproveitar todos esses benefícios, o ideal é que a beterraba seja consumida crua.

Leia: Suco de Beterraba para correr mais rápido.

Receita de suco rosa:

  • Suco de beterraba com Melancia:

Água ou água de coco natural, 1 fatia grossa de melancia e ½ beterraba média crua. Canela e gengibre podem ser adicionados ao suco.

Fique atento às misturas:

Estudo tem demonstrado que reações de nitrosação não acontecem na presença de ácido ascórbico (vitamina C), o qual bloqueia a conversão de nitrato e nitrito (Mirvish, 1994), anulando todos os benefícios citados acima.

Frutas ricas em vitamina C como laranja, limão, cajú, morango, goiaba, devem ser evitadas.

Suco verde:

O suco verde pode ser um ótimo aliado às dietas de desintoxicação ou utilizado para quem deseja reduzir a retenção de líquido, já que possui em sua composição muitas fibras, frutas e vegetais crus, com propriedades diuréticas, como a salsinha, e antinflamatórias, como o gengibre.

Rico em vegetais crucíferos (vegetais verdes-escuros: brócolis, couve, couve de Bruxelas, couve flor, espinafre…), o suco verde pode ser recomendado como um componente-chave de uma alimentação saudável para reduzir o risco de doenças crônicas, como câncer e doenças cardiovasculares, uma vez que esses vegetais são ricos em vitaminas antioxidantes e fitoquímicos, principalmente os isotiocianatos (Higdon J et al, 2007; Lam TK et al, 2009).

VAI VIAJAR?

INTERNET ILIMITADA NO SEU CELULAR!

Por outro lado, não deve ser utilizado excessivamente por pessoas com Hipotireoidismo, uma vez que alguns estudos, realizados com animais, sugerem que determinados produtos de degradação de glucosinolatos poderia interferir na síntese de hormônio da tireóide ou competir com iodo para a absorção pela tireóide (Higdon J et al, 2013).

Desta forma, deve-se evitar o excesso de consumo desses alimentos, assim como todos os outros alimentos em nossa dieta diária. Mas atenção, isso acontece com vegetais crucíferos em sua forma crua. Na sua forma cozida, o glicosinolato perde a sua toxicidade para a tireóide.

 

Receita de suco verde:

  • Suco verde diurético:

2 talos de espinafre, 2 talos de agrião, 1 cenoura crua, 2 rodelas de abacaxi, água.

  • Suco verde bronzeador:

1 punhado de espinafre, 2 cenouras, 1 punhado de salsa, ½ maçã.

  • Suco verde termogênico:

1 folha de couve manteiga orgânica, 2 folhas de alface, 1 ramo de salsinha, 1 pedaço pequeno de gengibre, ½ pepino, 1 maçã pequena, água.

  • Suco verde tradicional:

1 folha de couve, suco de ½ limão, 1 punhado de salsinha, 1 punhado de hortelã, 1 fatia de abacaxi, ½ maçã, água ou água de coco natural.

Pode diversificar a maçã e o abacaxi por: 1 kiwi e 6 uvas verde, 1 maracujá e 1 fatia de melão.

Texto:

Nutricionista esportiva do Clube de Regatas do Flamengo  e do Comitê Olímpico Brasileiro Renata Parra CRN 08100122

Siga no Instagram @renata_parra  e @esportenutri_rc

Email: renata_parra@yahoo.com.br

Consultório: 21 3591-5131
Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia
Professor de Educação Física – UFRJ
Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística.
Coaching deTreinamento / Palestrante Motivacional
Consultas: 21 2529-6473
Email: marcellopaiva@30tododia.com.br
Post AnteriorPróximo Artigo
Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia Professor de Educação Física - UFRJ Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística. Coaching deTreinamento / Palestrante Motivacional Consultas: 21 2529-6473 Email: marcellopaiva@30tododia.com.br