Pergunte ao Nutricionista

Beber atrapalha a minha dieta? Álcool x Carnaval

O consumo de álcool atrapalha a minha dieta?

Álcool x Carnaval

A resposta é DEPENDE!

Depende dos objetivos a serem alcançados e em quanto tempo queremos atingi-los.

Estamos aqui para PONDERAR o que deve ser feito e qual pode ser sua escolha.

Sabemos que o álcool é calórico (7kcal/g) e não pode ser estocado no organismo. Como uma substância tóxica, deve ser eliminado imediatamente. Por isso tem prioridade no metabolismo, alterando as vias metabólicas:

Diminui a quantidade de carboidrato ou glicose na corrente sanguínea, pelo fato de usarmos a glicose para metabolizar o álcool.

Sendo assim, o organismo irá aumentar a produção de CORTISOL, hormônio responsável em aumentar a oferta de energia para o corpo e a busca por alimentos (FOME). Cortisol elevado significa uma maior procura por alimentos mais calóricos, palatáveis e rapidamente absorvidos (gorduras, embutidos, frituras, carboidratos de rápida absorção) ou seja, GULA e exagero em alimentos calóricos ou alguém bebe comendo brócolis, pão integral, aveia, frango grelhado e frutas ao invés de salgadinhos, torresmo, linguiça, picanha, amendoim salgado?

Primeiro ponto. BEBER AUMENTA FOME E APETITE e quem está sob efeito de álcool e cortisol geralmente não CONTROLA a quantidade de comida ingerida, sempre EXAGERA.

Observem que esse aumento de apetite não acontece só no dia que se bebe e sim uns 2 a 3 dias consecutivos.

O CORTISOL aumentado irá estimular o organismo a pegar seus músculos e transformarem em energia. Uma coisa muito ruim para quem almeja aumentar a massa muscular.

Outro ponto, oxidação lipídica, queima de gordura.

Sabe-se que o álcool, juntamente com o cortisol, exageros e guloseimas favorecerão o aumento do estoque de gorduras no organismo, preferencialmente na área abdominal, quem nunca viu uma pessoa magra e muito barriguda, a popular barriga de cerveja?

 

Conclusão:

Ficaremos mais famintos e compulsivos, perderemos músculos e ainda estimularemos uma maior produção e acumulo de gordura na região abdominal. Claro que nem citei os outros problemas relacionados a saúde, psicológicos e sociais que o álcool acarreta.

Aprecie com moderação e sabendo das consequências.

Dicas para o consumo de álcool no período de festas como o carnaval:

Algumas precauções que devem ser tomadas, afim de evitar ressacas ou problemas de saúde.

Procure realizar uma boa refeição antes de sair de casa, já que as vezes não sabemos se teremos ou não a disponibilidade de alimentos de procedência e qualidade para o local ao qual estamos nos dirigindo.

Vale lembrar também que o processo de digestão dos alimentos ajuda a evitar que o álcool passe rapidamente pelo estômago e seja absorvido rapidamente, o que evita aquela sensação de que o álcool “subiu” muito rápido, muito comum para a maioria das pessoas.

Além disso, uma boa refeição antes da gandaia ajuda a evitar com que fiquemos com fome precocemente, diminuindo as chances de comermos além da conta em refeições subsequentes.

Mesmo em ocasiões em que há a disponibilidade de alimentos para consumo no local em que estamos, na maioria das vezes encontramos apenas alimentos com baixo valor nutricional e alto valor calórico, como embutidos, salgadinhos, salgados, entre outras opções, o que junto com a questão da segurança alimentar, reforça ainda mais a importância de uma boa refeição anterior a festança.

Outro ponto importante a ser lembrado, é de sempre procurar estar conciliando o consumo de água ao consumo das bebidas alcoólicas.

O álcool estimula a desidratação do organismo, o que fica agravado quando as pessoas não ingerem água durante um grande período.

Além disso, essa pode ser uma precaução importante no sentido de evitar a ressacada no dia seguinte. Por fim, desejamos um ótimo carnaval, com muita festa e alegria, mas com muitos cuidados e moderação!

Texto:

Nutricionista Hugo Comparotto siga no instagram @nutricionistahugo

Nutricionista Marcelo Langsdorff siga no instagram @nutricionistamarcelolangsdorff

 

Post AnteriorPróximo Artigo