Pergunte ao Nutricionista

Dieta Cetogênica é a febre do momento

Dieta Cetogênica

Preciso fazer para emagrecer?

Um dos assuntos mais pesquisados em sites/blogs e também escritos em revistas sobre saúde no momento é a dieta cetogênica e se ela realmente funciona.

“A dieta cetogênica implica em uma dieta com baixo carboidrato, muito baixo carboidrato”.

Afirma Dr. Walter Kantovitz.

Para entendermos melhor essa dieta é preciso entender alguns conceitos.

O que significa o termo CETOSE e como que isso levaria ao emagrecimento?

Quando mantemos os níveis de açúcar do sangue baixos, consequentemente mantemos os níveis de insulina (hormônio liberado pelo pâncreas) baixos também. Isso faz com que o nosso organismo, de uma maneira mais acelerada, realize mais lipólise (quebra da gordura) para que se tenha energia.

Essa quebra leva parte da gordura como fonte de energia para o nosso corpo (por exemplo: músculos) e outra parte para o fígado, onde vai ser transformada em corpos cetônicos e esses, por sua vez, também servirão como fonte de energia a alguns órgãos (exemplo: cérebro e rins).

Todo esse processo ocorre quando a quantidade de carboidrato no nosso organismo é pequena. Se a quantidade de carboidratos no organismo for grande, o corpo dará prioridade a ele e sua gordura vai ser deixada para ser utilizada depois. Porém, deixá-la para depois, significa que possa não ser utilizada, caso a base alimentar for de carboidratos, ou seja, a famosa pirâmide alimentar. Fuja dessa pirâmide!

Alguns devem estar se perguntando: Mas essa tal de cetose não faz mal?

Cetose é um estado no qual passamos várias vezes ao dia, ou seja, é normal e fisiológico. Quando você faz um jejum, seja ele induzido ou até mesmo durante a noite dormindo, você nada mais está fazendo que a cetose.

Alguns ainda tem em mente e dizem que viver ou fazer cetose é perigoso. Posso dizer para vocês que não é.

O que quero deixar bem claro e que não se deve confundir de jeito nenhum é com a cetoacidose.

Essa sim é uma condição perigosa e causada na maioria das vezes por pessoas que possuem diabetes principalmente do tipo 1. Nessa condição os níveis de corpos cetônicos podem estar até 10 vezes maiores que os valores de referência. Isso é extremamente perigoso como qualquer outra substância que possa ser dosada no sangue caso seus níveis estejam elevados nesse padrão.

Outro conceito importante que deve ser esclarecido é a Cetoadaptação.

O que é Cetoadaptação?

Nada mais é que adaptar seu organismo a queimar gordura (corpos cetônicos).

Porém essa adaptação não ocorre de uma hora para outra. Respeitando a individualidade de cada pessoa, normalmente ela ocorre de 1 a 3 semanas. Em atletas, para que o mesmo não perca desempenho, essa adaptação é um pouco mais demorada (4 até 6 emanas).

O que ocorre com frequência nesse período de adaptação são alguns sintomas (fraqueza, tontura, dor de cabeça, pressão arterial baixa entre outros) que as vezes fazem as pessoas desistirem dessa dieta. É muito comum escutar dos pacientes: Essa dieta não é para mim.

  • Existem algumas estratégias para minimizar esses sintomas:

Ingira mais líquidos (principalmente água) e sal. Nosso organismo tem a capacidade através da insulina de reter água e sódio nos rins. Como nessa dieta a insulina vai estar baixa você vai eliminar mais água, e por isso você estará predisposto a apresentar os sintomas citados acima.

 

Devo realizar a dieta cetogênica para emagrecimento?

Não é necessário estar em cetose para emagrecer. Restrições menos severas de carboidratos levam a uma perda de peso interessante, além de permitir uma variedade maior no seu cardápio.

O ponto ideal para “queimar” mais gorduras são dietas entre 50 e 100g de carboidratos complexos por dia. Dietas abaixo de 50g de carboidratos por dia pode permitir você entrar em cetose e também emagrecer.

Por incrível que pareça as diretrizes atuais recomendam que sua ingestão de carboidrato gire em torno de 300g de carboidratos por dia. Acredite se quiser.

Cuidado com essa recomendação, pois você pode estar seguindo a receita para adquirir doenças crônicas (Obesidade, Pressão arterial alta, Diabetes 2, Demência, entre outras).

Obrigado pela atenção e até a próxima

Dr. Walter Kantovitz. Siga no Instagram @walterkantovitz

Educador Físico e Fisioterapeuta (METODISTA)
Médico (PUC-CAMPINAS)
Pós Graduado em Fisiologia do exercício e biomecânica (USP-SP)
Pós Graduando em nutrologia (ABRAN)
Residente Medicina Esportiva (USP-SP)
email: walteresportiva@yahoo.com.br
instagram: @walterkantovitz
Post AnteriorPróximo Artigo
Educador Físico e Fisioterapeuta (METODISTA) Médico (PUC-CAMPINAS) Pós Graduado em Fisiologia do exercício e biomecânica (USP-SP) Pós Graduando em nutrologia (ABRAN) Residente Medicina Esportiva (USP-SP) email: walteresportiva@yahoo.com.br instagram: @walterkantovitz