Pitacos

Viagem para Aspen

Aspen

A viagem foi marcada com meses de antecedência, em agosto de 2013. Foi tudo combinado assim: vários amigos com seus equipamentos de esqui e snowboard, juntos no feriadão de Carnaval, em um dos lugares mais tradicionais dos Estados Unidos.

Parte da galera reunida para descer as montanhas americanas.
Parte da galera reunida para descer as montanhas americanas.

 

O frio era tanto que não sobrava uma parte de mim descoberta. O nariz queimava de frio e vento.
O frio era tanto que não sobrava uma parte de mim descoberta. O nariz queimava de frio e vento.
Mas na hora de descer, ai não dava para sentir frio. Descidas puxadas, muita força e suor, por incrível que pareça.
Mas na hora de descer, ai não dava para sentir frio. Descidas puxadas, muita força e suor, por incrível que pareça.

Internet no celular clique aqui!

Me programei para que tudo saísse perfeito e eu evoluísse no meu esporte de neve, o snowboard. Para isso, peguei o meu  Carver, skate que ganhei de presente no último Dia doa Namorados (sim, eu ganhei um skate, rs, o que me lembrou aquela cena da Carrie Bradshaw, do Sex and the City, quando ganhou do Mr. Big, de presente de casamento, uma televisão para o quarto do casal, quando ela esperava algo beeeem mais romântico) e então resolvi treinar no meu brinquedinho novo. Uma prancha de surf também foi minha aliada para poder mandar bem no Carnaval. Não queria saber de samba no pé, nem “desfilar” pelos camarotes “pop” da Sapucaí, na minha opinião chatérrimos, só para postar fotos nas redes sociais. Queria mesmo ter a coragem para soltar minha prancha nas montanhas de Aspen. Confesso que com este foco, minhas atividades físicas em 2013 foram bem ecléticas, o que ainda me ajudou a secar bastante e ganhar um novo corpo no ano passado.

Em Aspen, não esperava encontrar a quantidade enorme de brasileiros que também passavam o Carnaval por lá. Ainda no meu segundo dia na cidade, já soube que entre os meses de dezembro e fevereiro, o “idioma oficial” deste vilarejo na terra do Tio Sam, é o português, e eu comprovei isso. Confesso que fico muito orgulhosa de ver meu povo avançando fronteiras, batalhando mais, ganhando mais e explorando este nosso mundão.

Você pode usar o buscador trivago para fazer sua pesquisa de viagem.
Para quem não conhecia neve ou apenas havia esquiado após a neve cair, como eu por exemplo, esta última semana em Aspen foi um prato cheio! Eu nunca tinha visto nevar tanto na minha vida, fiquei encantada com tamanha beleza do lugar.
Muita neve durante a semana. Lindo!
Muita neve durante a semana. Lindo!
Aproveitando a neve enquanto as estações não abriam.
Aproveitando a neve enquanto as estações não abriam.
Para quem gosta de esquiar ou fazer snowboard, como é o meu caso, a região é a Disneylândia destes esportes. A começar pela estação de Buttermilk, que fica a 15 minutos de Aspen, conhecida por receber anualmente os XGames (competição  de esportes radicias na neve, internacionalmente conhecida) e ainda possuir diversas pistas para iniciantes.
Ali do ladinho fica o complexo de Snowmass, este sim, o lugar preferido por turistas do mundo todo, principalmente pelos brasileiros. Sem combinar, encontrei alguns amigos aqui no Leblon “desfilando” por ali. Um paraíso na neve, com inúmeras opções de pistas para todos os níveis de esquiadores e snowboarders e ainda um complexo de bares, restaurante e lojinhas, perfeito para completar o dia após o fechamento do lifts (cadeirinhas que nos levam para o topo da montanha).
*Outras estações ao redor: Aspen Highlands e Vail.
30 230 830 7
Agora, esquiar é aquela coisa né, “ame ou odeie”, porque não é tão fácil assim, cansa muito as pernas, deixa alguns roxinhos (ou roxões) espalhados pelo corpo, incluindo o bumbum, mas faz parte do esporte.
Aspen é uma cidade encantadora. Viajei esperando amar a viagem, mas amei muito mais que esperava. A cidade oferece muitas opções de gastronomia, e eu, como uma apaixonada por temperos, sabores e novidades, fiz da parte gastronômica também a minha Disneylândia.
Aspen ainda abriga mais um charmoso Matsushida, o super badalado restaurante japonês,do expert Nobu Matsushida, o japinha preferido dos americanos descolados.
Recomendo:
  • Jantares Românticos
Casa Tua
Creperie du Village
Campo di Fiore
 – BBB – Bom (demais) Bonito (com certeza) Barato (sim, barato de verdade)
Annie´s  (que tem o hamburguer eleito como o melhor de Aspen, mas tem uma salada de frango oriental de dar água na boca. Esta foi a minha opção)
Mezzaluna (italiano)
Brexie (clima ótimo, mas a comidinha foi a que menos me impressionou)
E ainda os diversos pubs escondidos pelas charmosas ruas da cidade.
Casa Tua. O melhor de todos!
Casa Tua. O melhor de todos!
OK, Aspen não é uma cidade de cheia de jovens e badalação. Quer fugir deste stress da cidade grande,  em uma viagem de casal, para esquiar, passear e comer bem, este foi o melhor destino que fiz para esquiar e ainda reúne tudo isso.
Coloquem Aspen nos seus planos de viagem e aproveitem, e muito! #superficaadica
Viagem acesse: Trivago.com
Post AnteriorPróximo Artigo