Pitacos

Conhecendo a canoa havaiana com Aninha Kurban

M-U-I-T-O B-O-M! Assim posso descrever o meu primeiro contato com a canoa havaiana. Para me mostrar o esporte, convidei a minha amiga e personal trainer Aninha Kurban, expert no assunto.

Combinamos nosso encontro na Praia Vermelha, ainda com o Sol nascendo, seguindo os protocolos da turma que rema, claro. Por mim tudo bem, eu queria mesmo conhecer esta rotina deles.

Como uma paciente repórter e aluna, esperei a Ana fazer o primeiro treino com um aluno que vai fazer uma travessia no Hawai, assim eu poderia também observar alguma coisa antes de me jogar no mar (confesso que estava um pouco receosa). A dupla remou então 10km antes da minha aula e ainda chegaram com sorrisos nos rostos, extasiados com o visual do percurso.

foto_2128

A paixão de Ana pelo esporte começou pelo incentivo do um tio, também remador na categoria master da Praia Vermelha, e a identificação com o esporte foi imediata – e agora eu já sei o porquê. A paixão por esportes outdoor e o contato com a natureza fizeram da minha instrutora do dia, essa atleta tão dedicada e guerreira.

A aula não foi moleza. Aninha me ensinou todos os detalhes do esporte antes de entrar comigo no mar.

Muitos aqui do 30tododia já devem conhecer a Ana, já que ela participa do programa Quatro Remos, do Canal Off, que estreia sua 3ª temporada em janeiro. E quem já assistiu as duas primeiras temporadas, sabe que a menina é focada.

havaiana 5

Mas vamos ao mar.

A minha experiência com a canoa havaiana foi muito melhor do que eu pensava. Amo água, sei nadar bem, mas às vezes umas marolas maiores me tiram do eixo. Combinamos de não sair daquela “zona de conforto” que é a baia da Praia Vermelha, mas não teve jeito, foi tudo dando tão certo que, quando vimos estávamos a caminho de Copacabana. Foi sensacional. Fiquei tão segura com a Ana, e acho que ela também sentiu segurança nas minhas remadas, que me levou então além do trecho combinado..

Perguntei tudo sobre a canoa, ela me explicou os nomes de cada peça, os detalhes do barco, falou um pouco sobre as condições do mar, e de quebra, foi um excelente guia, mostrando as pequenas ilhas próximas à Praia Vermelha e todas as suas histórias.

E impossível contar sobre esta manhã sem lembrar de quando perguntei à ela se corríamos algum risco da canoa virar e ela me responde deu com a maior naturalidade: “sim, é normal, mas não tem problema, vou te ensinar como desvirar a canoa”. E foi com esta segurança de uma profissional de verdade que ela me apresentou o esporte.

Realmente quando fazemos as coisas com amor e dedicação, conseguimos passar segurança a quem está ao nosso redor.

Obrigada amiga Aninha Kurban pela excelente experiência no mar. Confesso que preciso descansar porque nossa remada foi bem puxada.

Não percam a estreia da nova temporada de Quatro Remos, no final de janeiro. No programa os quatro remadores deram a volta na Ilha de Vancouver, e segundo a Ana, o visual é de deixar o queixo caído.

E de repente, Hup! Opa, hora de trocar o remo de lado.

ha ok site  hav ok ok sitefoto_2231

Post AnteriorPróximo Artigo