Aventura

Slackline onde fazer

post julia 7-4

Esporte que veio para ficar, o Slackline, que traduzido ao pé da letra significa “linha folgada”, é aquele exercício que você de repente já viu pelas praias, praças ou parques mundo a fora, onde uma fita/corda é estendida e fixa entre dois pontos (uma árvore, pedra ou qualquer objeto resistente), onde o praticante possa andar em cima e realizar manobras.

Relativamente novo no Brasil, onde começou a virar febre no RJ por volta de 2010, lá fora já é muito conhecido, principalmente entre escaladores, que foram os precursores dessa modalidade nos anos 80.

Virou moda nos campings de escaladores, enquanto estes procuravam novas vias de escalada, ou entre um descanso e outro, armavam o ‘slackline’ entre árvores com seus próprios materiais de escalada e ficavam ali brincando e descontraindo.

Hoje em dia, já existem variações do slackline ‘normal’:

  • Highline: slackline praticado nas alturas, acima de 5m já é considerado highline. Exige um pouco mais de prática e técnica também para se reerguer na corda;
  • Waterline: slackline praticado na água, seja em cima de piscinas, rios ou mar. A queda certamente será mais tranquila e refrescante;
  • Longline: slacklines mais longos, como de 40m. Exige muita concentração e resistência.
  • Trickline: Pode ser feito em qualquer um dos slacklines acima, mas é quando o praticante passa do apenas andar pela corda e, se arrisca em manobras mais radicais, como saltos e cambalhotas em cima da corda.

É um esporte indicado para todas as idades e faz muito bem a saúde, pois trabalha não só o corpo, como a mente também. Trabalha muito isometria dos membros inferiores e abdômen, equilíbrio e coordenação; e exige muita disciplina e concentração para evoluir no esporte.

Existe slacklines desde cem reais até hum mil, depende qual seu objetivo ou modalidade. Assim como tem fitas mais finas e outras mais largas de 5cm. Se tiver na dúvida em qual comprar, Gibbon é uma marca muito boa e super acessível aqui no Brasil e fora. É o slack que eu tenho e uso direto. Muito fácil de armar, só precisa de uma forcinha extra na hora de esticar bem a corda na catraca. Adoro usar ele ao ar livre, na natureza, tipo num parque, onde eu possa pisar na grama. Como eu moro no RJ, gosto de ir ao aterro no final de semana e armar por ali em cima da grama, ai quando canso um pouco, dou um mergulho no mar e volto. É perfeito para um final de tarde com os amigos ou namorados.

 

post julia 7

post julia 7-1

 

post julia 7-2

 

post julia 7-3

 

Aventureira nata e apresentadora dos programas “Trilhas e Travessias” no canal OFF e “Sem Destino” no Multishow.
Neste espaço eu divido todas minhas experiências de viagens, aventuras e meu dia-a-dia com você.
Post AnteriorPróximo Artigo
Aventureira nata e apresentadora dos programas "Trilhas e Travessias" no canal OFF e "Sem Destino" no Multishow. Neste espaço eu divido todas minhas experiências de viagens, aventuras e meu dia-a-dia com você.