Dicas, Treinamento

Para que serve o Stiff

Para que serve o stiff ?

O que é o stiff?

Stiff em cima do step, ou levantamento stiff se preferir em cima do step:

O “stiff”, ou levantamento stiff se preferir, seria uma técnica de mobilidade complexa em que o praticante tem como objetivo um grande recrutamento de unidades motoras da cadeia posterior do corpo. O objetivo seria a elevação de uma carga que estaria em uma barra (forma mais clássica), ou com halter (também usual), partindo de uma flexão de quadril para uma extensão.

Vantagem do stiff

A grande vantagem desse exercício seria a gama de músculos envolvidos, pois favorece muito o bíceps femoral, os ísquios, e glúteos máximos, além de ser um poderoso exercício que estimula os eretores de espinha na estabilização da coluna e pelve, sendo muitas vezes o objetivo que o atleta procura secundariamente.

Mas o fato mais folclórico, seria a execução de um exercício tão clássico em cima de um step ou plataforma alta qualquer, esse comentário se torna estranho por ser comum esta execução, porém de forma não muito eficiente.

Execução do stiff

O stiff esta atrelado diretamente a flexibilidade do praticante em relação ao posterior de coxa, além do poder de manutenção da coluna em extensão, evitando o arco da mesma. O indivíduo ao adquirir tais capacidades passa a procurar recursos como a utilização de um step para aumentar o arco de movimento, assim não tocando no solo.

Há também o fato mais corriqueiro, locais de que não se dispõe anilhas pequenas somente olímpicas (raio de circunferência grande), e acabam tocando no solo antes mesmo de alongarmos os músculos envolvidos, tendo assim a necessidade da plataforma porém de forma errônea ele é praticado sobre o step independente do tamanho da anilha.

Por fim, sempre gosto de mostrar os pontos fortes e fracos de cada movimento e não somente crucifica-lo.

O “stiff” é um grande exercício em que há favorecimento de todo o posterior de coxa e enorme trabalho de eretores, sendo este um excelente exercício para fortalecer e auxiliar movimentos que necessitam de estabilização como: agachamentos, desenvolvimentos e remadas. Já o ponto que acredito ser o mais deficiente, seria a complexidade da execução, pois o indivíduo tem que aprender a manter a posição básica de estabilização dos eretores de coluna e adquirir aos poucos a flexibilidade de posterior de coxa para explora-lo.

Meu nome é João Marcelo Heringer e se você gosta de treino , seja bem vindo!!

Conheça o nosso serviço de personal online 30tododia.

Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia
Professor de Educação Física – UFRJ
Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística.
Email: marcellopaiva@30tododia.com.br
Post AnteriorPróximo Artigo
Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia Professor de Educação Física - UFRJ Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística. Email: marcellopaiva@30tododia.com.br