Dicas

Os segredos dos treinadores de corrida: Correr menos para correr melhor.

Correr menos para correr melhor.

Segundo especialista em corridas professor Marcelinho Tavares.

Pisando no Freio:

Após alguns meses de treinamento, e a consolidação de um resultado esperado, é comum nós treinadores, sermos indagados pelos atletas se podemos dar continuidade a boa condição de rendimento e arrastarmos esse tão esperado “pico de performance” por mais algum tempo.

Nessa circunstância, ocorre algo bastante desconfortante para o técnico, que se vê na obrigatoriedade de “baixar a bola” do atleta, racionalizar todo o planejamento, e estimular um descanso sábio para um novo recomeço com outras metas.

Tudo isso na teoria é uma beleza, mas na prática, infelizmente encontramos bastante resistência. As pessoas quando alucinadas com um grande resultado, tendem “a perder a cabeça” e se auto estimarem em relação a outros desafios.

Não é papel do técnico servir como agente desestimulador, mas sim, como um orientador frente as possíveis conquistas futuras, tendo como base as respostas dadas pelo atleta ao longo de todo o processo de treinamento.

Treine com o Time 30 todo dia, clique aqui!

Como funciona o seu corpo 

Para cada fase do macrociclo, uma resposta do organismo é esperada. Dessa forma, após uma competição alvo, onde se alcançou um ótimo rendimento visto a um esforço máximo realizado na prova, fica lógico a necessidade de descanso e de diminuição da carga de treino.

Por mais que se conteste tal procedimento, essa é uma conduta respaldada na fisiologia do exercício, que evidencia que muitas vezes o sucesso na obtenção de um resultado, vem ancorada numa fase de recuperação propícia ao organismo. Sendo assim, uma recuperação pós pico ou pós competição, reforça a tese de estarmos desenvolvendo um treinamento longitudinal, tendo como essência, a integridade física do atleta.

Apenas ver a parte fisiológica do atleta, seria um grande erro por parte do técnico.

Tentar associar comportamentos, conter euforia demasiada, perceber o “degrau que subiu, e a altura da escada que já atingiu”, nos dá a chance de nos mantermos no platô atingido, ou pelo contrário , de levar um tombo bastante dolorido, provavelmente associado diretamente com a nossa ambição.

Estar envolvido emocionalmente com o resultado atingido, faz parte de todo um contexto.

Negligenciar possíveis riscos futuros, ao entrar na “onda do atleta”, é não assumir um posicionamento seguro quanto ao controle do treinamento.

Leia: Dicas de como correr mais rápido e se preparar para as corridas de rua. 

O que fazer…

Fica claro, que ao direcionar um planejamento de cargas, sempre teremos que ser flexíveis a mudanças, adaptáveis a novas situações e muitas vezes até objetivos. A única ressalva é não perdemos o eixo, não deixarmos o previsto insucesso ou as prováveis limitações do organismo (lesões), crescerem com reais chances de aparecerem e bloquearem algo que vinha caminhando bem.

Por mais que se pareça “castrador”, no dia a dia, com a experiência de respostas de treinamento, a chance de acertar e de dar condições reais do atleta seguir um caminho seguro, ficam mais claras quando no momento exato, “pisamos no freio”, para depois voltarmos a acelerar gradativamente na busca de obter grandes resultados.

Basta conscientizarmos, que também no treinamento, tudo tem o seu momento de acontecer ….

Dica do especialista 

Uma grande estratégia que cada corredor deve ter em mente é escolher uma ou duas provas foco no ano. Assim, ele pode se preparar para chegar no melhor da forma física e mental para atingir e até superar sua expectativa.

Escolher bem as provas e se manter focado buscando a motivação sempre é o segredo do sucesso. Lembre-se que somos movidos por desafios e progresso, para isso é necessário se manter sempre com um objetivo maior e usar as outras corridas (provas de rua) como treinos e testes que te levam ao caminho do seu alvo.

Siga no Instagram: Professor @marcelinhotavares

Percursor do Running Class.
Especialista em corrida.
Professor Educação Física, pós graduado em gestão de pessoas.
Email: celojt@me.com
Post AnteriorPróximo Artigo
Percursor do Running Class. Especialista em corrida. Professor Educação Física, pós graduado em gestão de pessoas. Email: celojt@me.com