Dicas

SUP – Dicas de segurança e de equipamentos antes da primeira remada

SUP – Dicas de segurança e de equipamentos antes da primeira remada

Dando continuidade ao nosso Post anterior aqui no 30tododia, onde contamos um pouco da história do SUP e da sua evolução, chegou a hora de colocar a prancha na água! Leia História do SUP aqui.

Equipamentos:

Devemos conhecer mais um pouco sobre os equipamentos e instruções de segurança, para aí sim, entrar na água com todo o conforto. Vemos que o SUP está cada vez presente nas praias, rios e lagoas. Várias são as pessoas que têm curiosidade de remar e experimentar também, mas ainda não tiveram coragem. Para você que ainda não remou, darei algumas dicas que não podem passar despercebidas, para que sua primeira remada seja um sucesso e tenha um gostinho de quero mais.

  • A primeira e mais importante dica, sempre!

Qualquer atividade física deve ser ensinada e orientada por um profissional de Educação Física especialista no esporte ou na atividade em questão. A incidência de acidentes e lesões sempre diminuirá consideravelmente. Por quê?

  1. O professor saberá ensinar as técnicas corretas de remada protegendo sua integridade física;
  2. Possui a didática de ensino para diferentes tipos de pessoas e suas respectivas dificuldades que serão sanadas e habilidades que serão lapidadas;
  3. Conhece e/ou possui os melhores equipamentos para os  iniciantes no esporte, que facilitará muito o aprendizado;
  4. Conhece tecnicamente os locais onde acontecerão as remadas;
  5. Tem conhecimento científico para ajudar as pessoas em casos de incidentes, acidentes e resgate;
  6. Conhece e entende da leitura das condições climáticas que podem afetar o bom andamento e segurança do passeio… Entre outros conhecimentos técnicos importantes.

Mas você pode optar por alugar alguma prancha por aí, pegar a prancha emprestada de um amigo, ou cometer o erro de comprar o equipamento antes de testar qual o que se adapta melhor para você, sem consultar um especialista… Então, para não acontecer nada de errado que “corte o seu barato”, observe pelo menos alguns pontos importantes dos equipamentos para a sua proteção e qualidade de remada:

Prancha:

Ela será a grande responsável para que o seu “passeio sobre as águas” seja paixão à primeira vista. Então, para que isso aconteça precisamos escolher com carinho e atenção. Abrindo um parênteses para a minha experiência pessoal, a primeira vez que tentei remar não consegui ficar em pé por mais de 10 segundos, pois a prancha não era nem de perto a ideal pra mim. Me causou frustração, e me culpei pela minha falta completa de habilidade! Fui perseverante, tentei remar em pranchas maiores e mais largas e graças a deus não desisti depois daquele dia, pois o SUP hoje é minha filosofia de vida. Para o SUP, todos são capazes! Bom, voltando ao assunto principal, essas dicas sobre a prancha são as mais importantes no inicio:

  • O principal equipamento de segurança:

Em hipótese alguma se deve remar sem a cordinha (LEASH) bem presa na prancha e no seu tornozelo. E uma cordinha em bom estado e de boa qualidade, comprada especialmente para pranchas de SUP. A prancha é a sua bóia. A cordinha é fundamental para evitar que qualquer situação que aconteça jogue para longe de você a prancha, e você fique a mercê da sua habilidade de boiar, até que alguém perceba que está em apuros ou consiga nadar ao seu encontro novamente. Veja se existem partes cortantes ou quebradas na prancha, para não se cortar ou causar ferimentos. Ela precisa ser bem estável também. Como as dicas são para quem optar por remar sem acompanhamento profissional, peça ao “tio” que aluga uma prancha bem larga pra você. Não precisa ser muito pesada, senão não vai conseguir carregá-la até a água e também dificultará a sua remada, pois terá que fazer mais força para tirá-la da inércia. Tecnicamente falando o tamanho ideal de prancha depende de alguns fatores. Fatores esses que serão abordados em Posts futuros como peso corporal x litragem da prancha, modalidade de SUP a ser praticado, locais que irão acontecer as remadas, etc…, Mas para as primeiras remadas de passeio a prancha deve ser necessariamente estável como já comentamos. Se a prancha que está tentando passear estiver muito instável, tente remar em uma principalmente com essa característica: Mais larga.

  • Prancha infláveis:

No caso de pranchas infláveis, verifique se está bem cheia (a maioria dos modelos de passeio vendidos por aí devem estar com pelo menos 12 psi de pressão). Isso facilitará a estabilidade, já que as infláveis tendem a ser mais instáveis mesmo. São utilizas com maior conforto em águas lisas, como lagoas e represas. Preste atenção também, assim que colocá-la na água, se existe algum escapamento de ar, visualizado pela formação das borbulhas. Verifique isso principalmente nas costuras, dobras e na válvula de ar. Com certeza evitará situações de risco.

A prancha deve conter também um extenso piso emborrachado, que chamamos de DECK, que impedirá escorregões e acidentes.

Remo:

Ele é o propulsor, responsável a te levar adiante usando é claro, a sua energia como combustível. As dicas para o remo também farão toda a diferença para que o seu passeio seja inesquecível. Existem diferentes tipos de remo, e o que você mais vai encontrar por aí para aluguel são os remos de alumínio. Remos mais modernos são feitos de materiais mais leves, como fibra de vidro e fibra de carbono, e são bem mais caros também.

Para seus primeiros passeios, essas são as principais considerações:

  • Verifique se o remo é ou está muito pesado. Como dito antes, a maioria dos remos para aluguel são de alumínio, relativamente leves. Mas devemos verificar se eles estão com o cabo rachado ou com infiltração de água, pois pode causar lesões ficar algum tempo remando com excesso de peso sobre suas articulações, principalmente a do ombro, já que você ainda não conhece as técnicas corretas de remada.

Além disso, a infiltração de água dificulta a característica que todo remo deve ter, que é flutuar. Imagina, você cai da prancha e quando vai pegar o remo novamente, vê que o infeliz está afundando… Tem fôlego para ir buscar? RS. Brincadeiras a parte, isso é muito difícil acontecer em um curto espaço de tempo. Mas todo cuidado sempre é bem-vindo não é?

  • Verifique a integridade da pá. Veja se existe alguma rachadura, se quebrou e foi colada, etc… Não vai deixar pra conferir isso lá dentro, depois de ficar sem remo pra voltar…
  • Altura do remo:

Diversas teorias existem, mas a mais simples acredito eu, eficiente aos iniciantes, é colocá-lo em pé a sua frente, com a pá apoiada no chão e o cabo encostado no seu corpo. A empunhadura do mesmo deve estar na altura do palmo da sua mão, medido acima da sua cabeça. Sua remada será mais confortável com certeza. Remos muito grandes ou pequenos aumentam o risco de lesões e interferem na qualidade da remada e postura.

  • Colete salva-vidas:

Principalmente as crianças devem usá-lo sempre, mesmo acompanhadas de um adulto nas remadas. A prevenção será sempre o melhor remédio.

 E se você não souber nadar, nada te impedirá de passear se estiver usando esse equipamento de segurança, além da cordinha é claro. Em situações de emergência o colete salva-vidas ajudará muito, principalmente evitando a sensação de pânico que tanto dificultam os resgates.

Existem coletes de diversos modelos, para diferentes situações de risco e atividades aquáticas. Para a compra desse equipamento para o SUP, deve-se procurar sempre ajuda profissional. Bom, esses são os equipamentos e dicas básicas de segurança para a sua futura remada. Como já disse também no post anterior, o SUP é um esporte muito democrático, onde é relativamente fácil e tranqüilo passear remando em pé nos pranchões. Seguindo nossas dicas, será mais prazeroso e tranquilo ainda! Para você que deseja apenas passear, vá em frente! Aventure-se! Tenha coragem! Tenho certeza que não vai se arrepender. Essas dicas já ajudarão bastante. Nosso próximo assunto a ser abordado serão as dicas de postura e técnicas de remada, desde o momento que você coloca a prancha na água. A preocupação será proteger sua integridade física sempre, melhorar o desempenho e fazer com que essa aventura fique mais alucinante ainda! Teremos ainda muitos assuntos interessantes por aqui, cada dia aumentando as informações técnicas, notícias e novidades, para quem já é apaixonado pelo esporte e deseja ir sempre mais longe, pois para a grande maioria das pessoas que têm a sorte de vivenciar pela primeira vez essa remada, o SUP passa a ser muito mais do que um simples passeio esporádico. Ele entra na sua alma! Keep Paddling, Fred Rangel, siga no Instagram @efirio

. Gestor da EFI Rio
. Personal coach 4.1
. Coordenador de personal training da Academia Companhia Athletica- Rj
. Formado pela UERJ
. Pós-graduado em treinamento de força pela UGF
. Especialista em treinamento funcional pela metodologia MVF
Post AnteriorPróximo Artigo
. Gestor da EFI Rio . Personal coach 4.1 . Coordenador de personal training da Academia Companhia Athletica- Rj . Formado pela UERJ . Pós-graduado em treinamento de força pela UGF . Especialista em treinamento funcional pela metodologia MVF