Dicas

Como correr mais rápido?

Quer correr mais rápido sem gastar mais energia para isso?

Tênis Leve

Você deve usar um tênis leve e sem exageros no amortecimento pois os mesmos favorecem a pisada midfoot. (calcanhar e meio do pé tocam o solo simultaneamente).

Este tipo de pisada, ajuda a deslocar o centro de gravidade para frente, o que é interessante quando pensamos em ir mais rápido sem gastar mais energia para isso.

Você pode ser mais veloz em alguns segundos por km, o que vai reduzir o seu tempo total nas provas.

Tênis da geração antiga são pesados e oferecem muito amortecimento na região do calcanhar, pois durante muitos anos a pisada recomendada era a hell strike (contato inicial do pé somente com o calcanhar).

Como a passada hell strike tende a ser ampla em demasia, isto acaba projetando o tronco para trás, o que não é interessante quando pensamos em deslocar o centro de gravidade para frente.

Técnica

A técnica midfoot foi muito reforçada por um estudo publicado na Nature (2010), a revista de ciência mais conceituada do mundo, onde os pesquisadores fizeram uma avaliação deste tipo de pisada em comparação a tradicionalmente usada depois do advento dos modernos tênis de corrida, a Hell strike. Lieberman et al cita no seu estudo que os modernos tênis de corrida surgiram por volta dos anos 70, e que antes disso os corredores usavam tênis mínimos (sola fina e não amortecidos).

Devido a rigidez excessiva dos calçados da época a pisada predominante era a rearfoot (toque inicial feita pela parte da frente dos pés).

Após o advento dos tênis high tech, a pisada com o toque inicial do calcanhar passou a predominar nos corredores de elite devido ao alto amortecimento oferecido por este tipo de calçado.

O problema é que tanto a rearfoot quanto a hell strike são mais subjetives a lesões.

A passada com o toque inicial do calcanhar está relacionada as lesões de joelho e a que se inicia com a parte da frente dos pés a lesões da planta do pé e panturrilha.

Buscando uma resposta para qual seria a melhor técnica de execução a ciência chegou na midfoot , pois a mesma minimizava os riscos de lesão e ao mesmo tempo não projetava o tronco para trás reduzindo a performance. A técnica deve ser treinada para que se torne espontânea.

Em breve, o 30tododia estará ministrando um curso sobre técnicas de corrida onde o atleta olímpico e professor Wagner Romão juntamente com o professor especialista Rodrigo Boson, mostrarão na pratica a correta e atual técnica de execução da corrida.

A dica de tênis é o supernovaglide da adidas está de acordo com a atual tendência de calçados para a corrida.

Referência:

1)Joint Kinetics in Rearfoot versus Forefoot Running: Implications of Switching TechniqueStearne, Sarah M.; Alderson, Jacqueline A.; Green, Benjamin; Donnelly, Cyril J.; Rubenson, JonasMedicine & Science in Sports & Exercise: 4 February 2014 2)Foot strike patterns and collision forces in habitually barefoot versus shod runners. Lieberman DE1, Venkadesan M, Werbel WA, Daoud AI, D’Andrea S, Davis IS, Mang’eni RO, Pitsiladis Y. Journal Nature. 2010 Jan 28;463(7280):531-5. doi: 10.1038/nature08723.

Rodrigo Boson
Professor de Educação Física UFRJ
Pós Graduação em Fisiologia do Exercício e Treinamento de Força.
Especialista em Emagrecimento.
Post AnteriorPróximo Artigo
Rodrigo Boson
Professor de Educação Física UFRJ Pós Graduação em Fisiologia do Exercício e Treinamento de Força. Especialista em Emagrecimento.