30tododia

Quais as causas comuns da dor no quadril?

Dor no quadril

Causas mais comuns

A dor no quadril ou virilha é uma das causas mais comuns de consulta ortopédica e, de forma geral está relacionada tanto à sobrecarga inadequada, como também alterações posturais.

Esta queixa pode acompanhar tanto os praticantes de exercício físico, como os sedentários, e independente de qual grupo o paciente esteja inserido, uma coisa hoje temos certeza, existe uma relação íntima e, por vezes sobreposta, entre alterações na coluna vertebral e dor no quadril.

Principais causas da dor no quadril

Nesse contexto, uma das principais causas de consulta com o especialista é a bursite trocanteriana ou tendinite dos glúteos. Doença mais comum em mulheres que compromete o andar e deitar sobre o lado acometido. Normalmente, acomete a região lateral do quadril com alguma irradiação pela coxa.

É causada por uma inflamação por acúmulo de líquido. Alguns casos vêm acompanhados de degeneração ou lesão dos tendões glúteos. Normalmente, o tratamento é conservador com especial atenção à relação com a coluna lombar e a postura correta.

“Tenho muitos pacientes com dor lateral no quadril e história de cirurgia da coluna lombar ou degeneração dos discos. Casos não responsivos ao tratamento, tenho utilizado procedimento de infiltrações com terapia regenerativa nos tendões e bursa guiados por ultrassom com bons resultados”.

Afirma Dr. Bruno Rabello.

O procedimento é realizado no consultório com anestesia local e o mais importante, sem corticóide!

Outros tendões que podem ser causa de dor são o psoas e o reto femoral. Atenção especial nesses casos em praticantes de atividade física ou alterações posturais mais significativas.

Com relação à articulação do quadril propriamente dita, principalmente até 40-45 anos, especial atenção ao impacto femoroacetabular/ lesão do labrum e a necrose da cabeça femoral.

 

 

 

 

 

 

 Curiosidade

O primeiro (bursite trocanteriana) ficou bem conhecido no Brasil após o caso do tenista Gustavo Kuerten e a última (tendinite dos glúteos) tem relação com o uso de corticóide de forma indiscriminada como antiinflamatório comum.

O avanço do tratamento minimamente invasivo por artroscopia ou infiltrações guiadas por ultrassom vem mudando completamente a abordagem pelo especialista em quadril, cada vez com menos próteses e mais soluções biológicas.

Texto:

Dr. Bruno Tavares Rabello, especialista em Cirurgia do Quadril e Medicina Regenerativa e membro Titular SBOT – SBQ – ISHA – AABRM.

CRM 52.70528-4 Blog: www.brunorabello.com.br Instagram: @drbrunorabello

Bibliografia

La Prade F.R. AAOS research symposium updates and consensus: Biologic treatment of

orthopaedic injuries. J Am Acad Orthop Surg 2016;24: p62-68.

Jacobson A.J. Greater trochanteric pain syndrome. J Ultrasound 2016; 35: p1-8.

Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia
Professor de Educação Física – UFRJ
Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística.
Coaching deTreinamento / Palestrante Motivacional
Consultas: 21 2529-6473
Email: marcellopaiva@30tododia.com.br
Post AnteriorPróximo Artigo
Marcello Paiva
Idealizador do portal @30tododia Professor de Educação Física - UFRJ Pós graduação em Fisiologia do Exercício e Programação Neurolinguística. Coaching deTreinamento / Palestrante Motivacional Consultas: 21 2529-6473 Email: marcellopaiva@30tododia.com.br