30tododia

Usar ou não usar Antioxidantes?

Antioxidantes

Usar ou não?

Que os exercícios físicos trazem inúmeros benefícios para saúde, ninguém tem dúvida. Ele consegue isso através da quebra do equilíbrio que ocorre dentro da célula culminando em adaptações benéficas.

O debate a cerca do exercício e sua intensidade, ainda mais nos dias atuais que praticamente todas as semanas temos “novas técnicas” de treinamento, é importante. Alguns pontos sobre a intensidade do exercício estão gerando discussões, pois podem levar a benefícios, mas também a malefícios.

Você acha que um atleta de alto nível/profissional que treina mais de 6-8 horas por dias está fazendo bem a sua saúde?

Já é sabido que exercícios físicos muito intensos, principalmente os que utilizam grande quantidade de oxigênio (endurance), liberam grandes quantidades de radicais.

Até um ponto nosso organismo consegue neutralizar esses radicais livres, porém, quando em excesso (como no exercício extenuante), pode ocorrer um estado de estresse oxidativo.

Estresse oxidativo

De uma maneira mais simples pode-se dizer que é o desequilíbrio entre a produção de antioxidantes e a remoção dos oxidantes, em que saem ganhando os oxidantes (radicais livres). Esse desequilíbrio leva à perda de funções biológicas podendo levar ao dano de células e tecidos.

Se isso ocorrer de maneira crônica, ou seja, de maneira repetida, pode levar ao desenvolvimento de inúmeras doenças, entre elas diabetes, câncer, obesidade, doenças degenerativas e ao processo de envelhecimento precoce.

Tudo isso para entender que o exercício extenuante leva à formação de radicais livres, ou seja, provoca danos ao nosso organismo.

E se eu tomar um coquetel de antioxidantes pós-exercício para neutralizar esse quadro?

Antes de responder essa excelente pergunta, é bom saber que nosso organismo já possui um complexo sistema enzimático e não enzimático de antioxidantes para neutralizar os radicais livres.

É sabido que os suplementos a base de antioxidantes para serem usados pós-treino estão entre os mais vendidos do mercado. Quem já não ouviu dizer ou mesmo fez uso de vitamina A, C, E, polifenóis e betacaroteno, ou mesmo de alimentos ricos nesses itens antioxidantes?

Agora respondendo a pergunta anterior baseado no que a ciência mostra em relação ao vasto uso de pílulas de antioxidantes pós-exercícios físicos são resultados bem variados e controversos, pois cada um usa diferentes protocolos de exercícios e de doses e tipos de antioxidantes.

“O que mais intriga nessa discussão é que, além do uso da suplementação apresentar resultados não consistentes, também não está bem determinado se o exercício intenso e extenuante realmente aumenta a necessidade desses antioxidantes e se mesmo sua suplementação não atrapalharia e impediria as adaptações desejadas e necessárias causadas pelo exercício físico”.

Afirma Dr. Walter Kantovitz.

 

antioxidante 03

KERKSICK e WILLOUGHBY, 2005; KEVIN et al., 2002 já mostraram que todo estresse causado pelo excesso de radicais livres não é de todo prejudicial e sim importante para desempenho, saúde e recuperação.

Outros estudos consistentes mostram que para ocorrer adaptações musculares é necessário ocorrer esse estresse, pois os radicais livres funcionariam como sinalizadores para regular a função muscular, sua função de contração e de força.

Outro ponto importante e até citado por Nieman, 2004 em seu trabalho é em relação às doses dos antioxidantes e aos efeitos contrários dependentes da dose. Exemplo disso é o beta-caroteno, que em baixas doses é antioxidante e em altas doses é oxidante.

Os principais órgãos mundiais voltados para o esporte, entre eles o Colégio Americano de Medicina Esportiva, são bem enfáticos em dizer que se há o desejo de fazer uso da suplementação de antioxidantes pós-exercício extenuante, que antes procure um profissional habilitado para indicar, aconselhar e acompanhar seu uso.

Observação do especialista:

Não saia ingerindo qualquer coisa ACHANDO que se “não faz mal pode tomar que não tem problema”, pois o resultado pode ser outro.

Leia também:

Mitos e verdade sobre a gordura localizada.

Tudo sobre a dieta Paleolítica. 

Educador Físico e Fisioterapeuta (METODISTA)
Médico (PUC-CAMPINAS)
Pós Graduado em Fisiologia do exercício e biomecânica (USP-SP)
Pós Graduando em nutrologia (ABRAN)
Residente Medicina Esportiva (USP-SP)
email: walteresportiva@yahoo.com.br
instagram: @walterkantovitz
Post AnteriorPróximo Artigo
Educador Físico e Fisioterapeuta (METODISTA) Médico (PUC-CAMPINAS) Pós Graduado em Fisiologia do exercício e biomecânica (USP-SP) Pós Graduando em nutrologia (ABRAN) Residente Medicina Esportiva (USP-SP) email: walteresportiva@yahoo.com.br instagram: @walterkantovitz